Fundos imobiliários sofrem novo reajuste

03
Setembro / 2021

Fundos imobiliários sofrem novo reajuste

O Inter não realizou nenhuma alteração em sua carteira de fundos imobiliários de agosto publicada nesta segunda-feira (23).

 

Segundo a corretora, os ativos voltaram a apresentar queda no mês, seguindo o movimento negativo dos títulos do tesouro indexados ao IPCA (índice de preço ao consumidor).

 

“A maior aversão a risco, que vem prevalecendo nos mercados nas últimas semanas, resultou em uma forte alta das taxas de juros de mercado. Com isso, as cotas dos FIIs apresentam nova queda no mês”, justica.

 

Mesmo assim, o Inter acredita que os fundos possuem importantes características de proteção contra inflação no médio prazo.

 

“Um cenário mais positivo de inflação convergindo para a meta, os juros tendem a normalizar, e os FIIs poderão ter ganhos de capital com a correção”, pontua

Além disso, no cenário atual, com as cotas em patamar mais deprimido, os descontos variam entre 75 e 90% do valor patrimonial, o que representa “uma oportunidade de elevado retorno no longo prazo, além da proteção contra inflação e isenção de imposto de renda”.

 

Para o Inter, os FIIs de recebíveis continuam mostrando maior resiliência à volatilidade do mercado.

 

Já os segmento de shopping e de lajes, que representam em conjunto 37,5% da carteira, têm importante tese de investimento para o médio prazo.

 Fonte: Money Times