Mercados 08/05/2017

08
Maio / 2017

Mercados 08/05/2017

Imagem da notícia Mercados 08/05/2017
  • O dólar caiu 0,35% na 6ª feira, fechando a semana a R$ 3,18 (estável no período). O Ibovespa subiu 1,31% (,47% na semana);
  • O ambiente externo influenciou positivamente o mercado na 6ª feira; e
  • Na semana, destaque para a divulgação do IPCA de abril.

Resumo – O dólar caiu 0,35% na 6ª feira, fechando a semana a R$ 3,18 (estável no período). O desempenho do real foi alinhado às demais moedas emergentes. Os dados acima do esperado do mercado de trabalho americano em abril foram bem recebidos, pois contribuíram para a melhora da percepção com o crescimento mundial e, por consequência, ajudaram na recuperação das cotações de commodities – a queda do minério de ferro foi uma exceção. O cenário doméstico não trouxe novidades em relação à tramitação das reformas estruturais. 

Os juros futuros seguiram a linha do dólar. A taxa indicativa do DI Janeiro 2018 recuou 0,04 p.p. (para 9,4% a.a.). A taxa indicativa do DI Janeiro 2021 recuou 0,06 p.p. (para 9,95% a.a.).

A recuperação das cotações do petróleo e os bons números de emprego nos EUA levaram os mercados acionário doméstico e internacional à recuperação. O Ibovespa subiu 1,31% (,47% na semana).

Por dentro do cenário – A geração de vagas de trabalho nos EUA em abril foi um pouco mais forte que o esperado pelo mercado, com crescimento de 211 mil ante 79 mil em março. A recuperação foi puxada pelo setor de serviços, que gerou 54 mil vagas em março e 173 mil em abril, em parte devido à melhora do clima adverso observado em março. O desemprego continua caindo mais rápido do que o esperado, passando de uma taxa de 4,50% para 4,40%. Esses dados reforçam que a desaceleração observada em março foi por conta de fatores transitórios, e que o mercado de trabalho americano continua melhorando.